8 erros a evitar na imagem profissional

8 erros a evitar na imagem profissional

A imagem que projectamos é composta não só pelo vestuário mas também pelos cuidados que temos com a nossa aparência em geral. Sabia os erros a evitar para não comprometer o sucesso da sua imagem profissional.

A nossa imagem deverá estar sempre em consonância com o nosso estilo pessoal, tendo em consideração o dress code da empresa na qual colaboramos, assim como a função que desempenhamos.  Para não comprometermos o sucesso da imagem que transmitimos, devemos evitar cometer os seguintes erros:

1. Desvalorizar o contexto profissional

É fundamental termos em atenção o contexto profissional no qual nos inserimos, principalmente se se tratar de um contexto de trabalho mais conservador. Nesse cenário, devemos optar por looks mais discretos e cores neutras. A nossa imagem deverá ser notada como um todo, não desviando a atenção para detalhes do visual. Sobriedade e elegância nunca comprometem o nosso profissionalismo e a reputação da empresa.

2. Não respeitar o formato do corpo

Todos nós temos corpos com características diferentes, pelo que é muito importante ter em atenção o nosso formato de corpo ao escolher determinadas peças de roupa. As zonas mais problemáticas podem ser disfarçadas recorrendo a alguns truques, que irão conferir equilíbrio ao visual. O que fica bem ao nosso colega pode não nos favorecer e comprometer a nossa imagem.

3. Demasiada informação visual

Menos é sempre mais! Por isso, não devemos exagerar nos acessórios para combinar com a roupa que escolhemos. E não só: tecidos com padrões muito vistosos e brilho devem ser guardados para outros contextos e ocasiões. Looks mais vistosos ou arrojados apenas serão adequados para contextos profissionais mais informais e criativos, nos quais haja uma maior liberdade de expressão.

4. Cores e padrões exagerados

O dress code da empresa na qual colaboramos deve ser sempre tido em conta quando conjugamos as cores e padrões da nossa roupa. Para ambientes de trabalho mais formais, o ideal é combinar peças com cores neutras (branco, bege, cinzento, bege, castanho, azul escuro e preto) com peças de cores mais vivas para obter um visual equilibrado.  É importante evitar conjugar mais de 3 cores, de forma a não termos uma imagem confusa ou pesada. Atenção aos padrões: quanto menos chamativos e quanto menor for a dimensão dos desenhos do padrão, mais elegante será o nosso look.

5. Tamanho da roupa desadequado

É um dos erros mais comuns que cometemos quando adquirimos peças para o nosso guarda-roupa. Escolher um tamanho abaixo não nos vai fazer parecer mais magros, mas sim evidenciar as zonas do corpo que pretendemos esconder. Vestir peças de roupa mais largas ainda nos vai conferir visualmente um peso adicional que não temos, pelo que o ideal é mesmo usarmos o tamanho certo, de acordo com as nossas medidas reais.

Por outro lado, as senhoras devem ter atenção ao comprimento das saias e do decote, de forma a não expor demasiado o corpo. Os homens devem ter atenção ao comprimento da bainha das calças, que deverá tocar o início dos sapatos na zona do calcanhar e não usar camisas com mais que um botão desapertado junto ao pescoço.

6. Descurar o cabelo, a barba e a maquilhagem

A imagem que projectamos é composta não só pelo vestuário, mas também pelos cuidados que temos com o cabelo, barba (homens) e maquilhagem (senhoras). O cabelo é a moldura do rosto, pelo que deverá estar sempre limpo e com o corte e cor em dia. O mesmo se aplica para a barba, que deverá apresentar-se cuidada e devidamente feita ou aparada. Em relação às senhoras, a maquilhagem deverá ser simples, discreta e adequada ao local de trabalho.

7. Esquecer as mãos e unhas

As mãos são, de facto, o nosso cartão de visita. As mãos deverão estar hidratadas, com as unhas limpas e cuidadas. Devemos evitar roer as unhas e, no caso das senhoras, optar sempre por unhas com um comprimento razoável e com tons neutros ou optar pelo vermelho clássico. Unhas mais arrojadas adequam-se apenas para contextos de trabalho mais criativos e informais.

8. Expor tatuagens e piercings

Tatuagens e piercings, devemos ou não mostrar? Não é fácil encontrar uma resposta consensual. Naturalmente que depende do contexto profissional no qual nos inserimos: em ambientes mais formais, as tatuagens e eventuais piercings não deverão estar visíveis. Para contextos mais informais, dependerá sempre do código de conduta da entidade patronal, pelo que devemos sempre esclarecer este tema antes de mostrarmos mais do que devemos.

Share this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *