Construir uma cultura de conhecimento. Saber comunicar e saber vender.

Construir uma cultura de conhecimento. Saber comunicar e saber vender.

As organizações, as empresas, as marcas estão em movimento e isto implica agilidade. E para isso, as equipas têm, também, de ser ágeis.

Se à agilidade juntarmos talento, tecnologia e conhecimento temos capacidade de ser intencionais e de procurar valor! E assim é possível otimizar-se o modelo operacional de uma organização: estratégia, estruturas, processos, pessoas e a tecnologia.

O conhecimento é estratégico neste modelo.

Pessoas sem conhecimento não acrescentam valor às equipas, pois não evoluem, não são ágeis e estão presas a processos normalmente desatualizados e ineficientes.

E esta procura de conhecimento é fundamental em todas as áreas, nomeadamente numa área estratégica como as vendas.

A área comercial é especialmente agressiva e competitiva. Conhecer o cliente é central e não surge por acaso, ou porque se tem jeito para a coisa.

É fundamental conhecer como se definem os objetivos de venda, como se organiza um plano de gama, se define um plano de merchandising ou como se prepara um plano promocional.

A venda obriga a preparação, a estudo, a organização e a treino, muito treino. E o treino traz agilidade e resistência. E isto aprende-se!

E sabemos que a venda só se concretiza se houver clientes…

As marcas, as empresas, têm de conseguir estabelecer uma ligação com os clientes para que haja uma venda, ou, se quisermos uma conversão e, mais importante têm de estabelecer uma relação duradoura e, não apenas uma ligação pontual.

A estratégia de Comunicação e de Marketing torna-se assim incontornável, para o sucesso de uma empresa, ou de uma marca. E com o digital as equipas de marketing têm de ouvir mais, saber como aprofundar relações para ceder o controlo. Sim, porque quem tem o controlo é o cliente.

Deste modo, só temos uma solução: aumentar o nosso conhecimento sobre os clientes. É preciso “escutar o mercado”, perceber as principais tendências e estudar a nossa concorrência.

Só com este exercício constante, as empresas e as suas equipas conseguem ter agilidade e resistência não só para vencer, mas também para sobreviver.

Estamos neste momento, devido à pandemia que tem atingido o mundo, numa fase incrível para experimentar novos modelos de negócio, para ousar ser excelentes! Para querer ser os melhores! É preciso criar esta cultura de desenvolvimento e de inovação.

Uma cultura onde o conhecimento é, realmente, o fator crítico de sucesso!

By Liliane Montes Coutinho

Saiba mais sobre a temática:

Share this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *


Ao usar este formulário concorda com a nossaPolítica de privacidade.
Pretendo receber informações dos cursos da Douro Business School via email

Inscrição Seminário Gratuito





Ao usar este formulário concorda com a nossaPolítica de privacidade.







Ao usar este formulário concorda com a nossaPolítica de privacidade.

Inscrição Seminário







Ao usar este formulário concorda com a nossaPolítica de privacidade.

Inscrição






Ao usar este formulário concorda com a nossaPolítica de privacidade.






Ao usar este formulário concorda com a nossaPolítica de privacidade.

Pedir Informações






Ao usar este formulário concorda com a nossaPolítica de privacidade.

Inscrição






Ao usar este formulário concorda com a nossaPolítica de privacidade.

Newsletter

Subscreva a nossa Newsletter

Parceria: ENB- Escola de Negócios e Wobi